Aniversarios e Festas

Eu amo Festas! Tenho memorias muito bonitas da minha infância e adolescência, tendo festas em casa, festa surpresa e outras comemorações que no final sempre acabava em uma grande festa, como dizemos aqui na Irlanda: Bem Estilo Brasileiro mesmo!

O povo irlandês não eh tao social como nos brasileiros, então eu me acostumei “um pouco” com o estilo deles, acho que sendo casada com um irlandês eu tive que me adaptar com a cultura do meu esposo, apesar do  Dave sempre dizer que ele teve que acostumar com o minha cultura pois eu gosto de uma vida social e a nossa casa sempre esta cheia:-).

E foi desta forma que quando a Amy nasceu já tinha em mente a sua primeira festa de aniversario, eu sabia que os irlandeses não sabem muito fazer festa, mas eu também não quis fazer uma festa brasileira pois afinal das contas a maioria dos nossos amigos não são brasileiros, pelo menos naquela época não era. Eu gosto muito de tradições, gosto de começar uma coisa e todo ano fazer o mesmo, amo rotina,não que eu não goste de mudança, sou sempre aberta pra opicoes de melhoras mas tem coisas que gosto que vire tradição, como foi o caso do Bolo.

Decidi que sempre no aniversario dos meus filhos eu faria o bolo e uma festinha meia brasileira e meia irlandesa, então fizemos a festa da Amy, foi muito legal, mas bem estressante , quanto mais filhos tivemos e mais aniversários, mais estressante isso se tornava, pois eu queria festa, e festa na minha opinião tinha que ter muita gente, festa de criança e eu convidava todos os meus amigos,vizinhos,pessoal da igreja..etc… ai na festa tinha mais adulto do que criança, e eu super mal humorada pois como eu eh que estava programando a festa, tinha que servir a todos, fazer brincadeiras com as crianças,limpar, etc… O dave não liga de eu querer fazer eventos “a la brasileira”, mas ele sempre me diz: por favor não espero que eu me torne Brasileiro pois isso eh muito difícil pra mim!  e isso sempre foi muito difícil pra mim, pois apesar de eu achar que consigo fazer tudo e tudo dará certo, quando chega na hora, tem tantos detalhes pra resolver que os aniversariantes acabam ficando tristes com a mãe estressada.

Foi então que há 4 anos atrás decidimos pegar mais leve, e convidar menos gente ou então fazer algo especial pro aniversario dos nossos filhos, e mais uma tradição de família começou.

Do dia do aniversario , levamos o café da manha na cama, com direito a chocolate quente ou qualquer coisa que nos sabemos eles gostam, com o café da manha levamos o presente e um abum de fotos de quando eles eram bebes, naquele momentos contamos a estória daquela criança desde de quando estava na barriga da mamãe, oramos com a criança e agradecemos ao Senhor por te-la(o) colocado na nossa família e pedimos as bencaos do Senhor na vida da criança pra aquele próximo ano de vida. Naquele dia a criança eh paparicada por todos os irmãos e pais, e depois da janta cantamos parabéns e cortamos o famoso bolo feito pela mamae , geralmente convidamos alguém pra jantar conosco nesse dia, os pais do Dave as vezes vem ou amigos da igreja que também tem crianças. Eles amam! A Amy que eh a mais velha e que teve mais festas, no primeiro ano que começamos esta nova tradição ela disse: Esse foi o melhor aniversario que já tive na vida! quando perguntamos por que, ela disse que se sentiu muito especial . Ela disse: Eu não preciso de mais nada!

Segunda- feira dia 14 de Maio foi o aniversario da Sarah, 2 aninhos. Ela eh bem pequenininha ainda e não entende muito dessas coisas. Ja fazia meses que queríamos ir a Dublin, o ano passado eu ganhei uma competição no facebook que me deu um passe familia pra entrar no zoológico de Dublin, amei a oportunidade, pois se fôssemos ter que pagar, com o tamanho da nossa família seria bem caro, decidimos passar o dia da Sarah no zoológico, temos amigos em Dublin que nos hospedou.

Moramos há 5horas de Dublin, então como seria uma viajem longa decidimos ir no dia antes e passar o Domingo dia 13 de maio, dia das maes, com os nossos amigos brasileirosque estavam fazendo um churrasco ” a la brasileira” de dias das mães, pois a Mae dele esta aqui na Irlanda de visita e também o nenê deles nasceu ha algumas semanas e nos queríamos muito conhece-lo, entao aproveitamos que estávamos indo a Dublin e a casa deles e no caminho, passamos umas horas maravilhosas com eles, cantando o dia inteiro , dando muita risada e comendo eh claro. A noite fomos pra Dublin e na manha seguinte ao zoológico.

O dia foi ótimo, chovia e fazia sol, corremos o dia todo com guarda-chuva e tudo, fizemos um picnic. As criancas amaram. So teve uma coisa que nos chateou um pouco, o nossa Van foi roubada, quer dizer levaram o nosso GPS, nos nunca tínhamos sido roubados na aqui na Irlanda, mas Dublin eh a capital e tem bastante malandragem la, e o zoológico fica num Park publico chamado Fenix Park , bem popular então apesar de ser segunda feira o Park e o zoológico estava cheios, ótimo dia pra nos sitiantes deixar a porta do carro destrancada(coisa que sempre fazemos aqui onde moramos):-)

Dessa vez não pudemos dar café da manha na cama pra Sarah, mas ela amou o dia dela e a noite compramos um bolinho e cantamos parabéns. Eu percebo que cada ano que passa eu fico mais “RELAX” , e isso eu acho bem gratificante,eu sempre  achei que pra meus filhos terem um aniversário legal, seria ter uma festa maravilhosa, cheia de guloseimas e decorações(eu nao sou contra isso)acho lindo quando vou em festas assim, e sei que as crianças gostam também. Mas sei que elas preferem ter uma mãe calma que estará la pra eles o dia todo, e com festa grande e quase impossível pra DANIELA o fazer. então esta eh a nossa forma de comemorar o dia que nossos filhos nasceram!

Ai vai algumas fotos do dia:

Sarah Julie – A aniversariante

A hora do sorvete.

Linda!

 

 

 

A fotografa do dia tirando um break.

Mamae e a aniversariante do dia.

Admirando as Girafas.

 

 

 

 

 

A família Kinsella!

Ps; Nao coloquei fotos dos animais pois tinha muitas pra escolher.:)

Passeio individual. Dia da Naomi!

Ha mais ou menos 3 anos atrás, quando eu estava gravida da rebekah (n4), uma pessoa que eu nunca tinha visto antes me perguntou: Como você faz pra dar atenção individual pra cada uma de suas crianças? eu tenho 2 e não dou conta de dar a atenção que ele precisam. Ela estava me julgando,a maneira que ela falou doeu bastante, pois em meu ver nos estávamos fazendo o máximo que podíamos, afinal minha filha mais velha tinha 3 nos e o mais novo er\a bebe, como eu poderia dar atencao individual, todos precisavam de mim  24hrs por dia. :)pensei nisso por muito tempo,não sabia o que fazer.

Quando a bekah nasceu fomos ao Brasil, todo mundo ficava olhando pra gente como se fôssemos E.Ts, num aeroporto teve um homem que me chamou de ” LOUCA” quando me viu com as 4 pequenos e o dave atrás com as malas. A gente riu muito da coragem daquele homem de me dizer isso, pois n’os sabemos que muita gente pensa como ele mas por educação prefere não dizer nada.  

Na realidade hoje esse tipo de comentário ou mesmo aquele da mulher, não nos atinge ou surpreende mais, pois estamos bem confiantes do que o Senhor deseja pra nos, e não quero ficar triste por ter recebido tantas bencao do Senhor, se acredito que filhos são bencao então tenho que agir como o mesmo. 

Foi nesta época que ouvimos falar de uma família nos Estados Unidos chamados”  Duggar Family” que tem hoje 19 filhos, na época tinha 17. Eu fiquei tão admirada que resolvi descobrir mais sobre eles, minha pergunta era: como ela consegue dar atenção pessoal pra cada criança? eles tem um programa na tv,e  nos aprendemos muito sobre criação de filhos atraves deles,li o livro que tinham escrito e la descobri uma coisa maravilhosa que tem nos ajudado muito com a nossa família. Michelle Duggar fala no livro como eles dão atenção a todos os filhos, ela eh super organizada e coloca horários pra cada um passar pelo menos 15 minutos com ela. Mas o que nos chamou a atenção foi o dia especial de cada criança, eles chamado de “date”, que no caso em inglês eh usado pra um casal quando vai comer fora ou ao teatro.

Quando nos começamos a fazer isso foi muito interessante, a minha primeira date foi com a Naomi, na época, quase 2 anos atrás, eu descobri que não conhecia minha filha, incrivelmente sentamos num restaurante e eu não tinha nada pra conversar com ela, naquele dia descobri que algo estava errado, apesar de passar o dia inteiro com meus filhos e conversar com eles em grupo eu nunca tive tempo de conhecer eles individualmente. Hoje ter esse tipo de relação eh prioridade. No mundo de hoje onde muitos pais soh vêem os filhos de manha antes da criança ir pra escola e a noite antes de dormir. Ou como eu passam bastante tempo juntos, mas por causa da distrações(tv/serviços de casa e outras coisas)acabamos não temos uma relação intima com nossos filhos e essa pode de repente ser a razão pela qual quando essas crianças viram adolescentes não querem mais passar tempo com os pais, soh querem ficar com amigos de escola ou igreja, pois eles tem muito mais em comum.

Dates virou um tradição de família aqui na nossa casa, como no mês temos quase 5 semanas, temos um passeio com uma criança por semana, essa semana foi a vez da Naomi, eu e ela fomos numa cidadezinha aqui perto, muito bonita. Foi muito bom, no fim do passeio fomos a um café e tomamos chocolate quente.

Falhamos muito e muitas vezes coisas ao nosso redor nos decepciona, mas o Senhor eh fiel e todas as vezes nos levantou.

Nos entendemos que fazer tudo isso não garante que nossos filhos um dia não se rebelaram contra nos e tudo que estamos ensinando, mas o importante eh que estes momentos vão durar pra sempre e eles nunca vou poder dizer que seus pais não os amavam ou que não queríamos passar tempos com eles.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Economizar em coisas pequenas.

Domingo foi um dia muito gostoso pra nossa família.

A Amy, nossa filha mais velha, tem poupado o seu dinheiro por uns meses, ela  estava ajuntando o dinheirinho dela pra comprar uma câmera fotográfica. Dinheiro que ela consegue fazendo certas tarefas aqui em casa.

Aqui na nossa família tentamos ensinar nossos filhos já desde de pequenos a valorizar o dinheiro que tem. Nao eh fácil ensinar,mesmo por que o dinheiro que eles tem geralmente eh pouco. O nosso desejo eh de ensina-los a ter paciência e esperar ate ter o suficiente pra comprar  aquilo que  querem.

Crianças mudam bastante de um mês pro outro, a própria Amy, muda tanto de ideia do que ela quer comprar com o dinheirinho dela. Mas dessa vez ela estava decidida, a câmera fotográfica eh o que ela queria. Ela sempre pede a minha emprestada mas nem sempre a minha câmera esta disponível então ela disse: Eu vou ajuntar meu dinheiro e comprar a minha câmera!

E ela o fez, hoje depois de 2 meses economizando ela conseguiu comprar uma câmera. 2 meses atrás nos pesquisamos, a câmera mais barata custava 30 euros, eh bem básica mas o suficiente pra uma criança de 7 anos.

O nosso desejo eh ensinar nosso filhos algo que nos mesmo ate hoje não sabemos muito bem como lidar : Dinheiro!  Somos falhos, e muitas vezes nos sentimos desencorajados, pois as falhas parecem maiores que as conquistas, mas o Senhor eh fiel e sempre nos levanta. Nos soh esperamos que com o ensino que tentamos dar pro nossos filhos, eles vão crescer e talvez saber melhor do que nos como lidar com problemas da vida.

Pra uma família grande como a nossa, almoçar fora de casa, ou fazer passeios, fica bem caro. começamos a sentir bastante isso quando a Rebekah nasceu(n4)comecou a apertar, então decidimos mudar as coisas. Hoje eh bem rotina mesmo, criança que ama passar o tempo com a família não se importa em onde ela ira comer mas sim com quem ela ira comer. 

Um exemplo da nossa forma de economizar nesta área eh o que nos fizemos domingo. 

Tínhamos prometido a Amy que ela compraria a câmera naquela semana e já estava no sábado, então decidimos ir a uma igreja em Cork naquele domingo, Cork eh meio longe de casa, 1hr de carro. Antes de sair de casa sabíamos que teríamos que comer fora. Depois da igreja passamos na loja(que era caminho) o dave e a Amy foram comprar enquanto eu e as crianças esperávamos no carro. No caminho pra casa paramos num supermercado dentro de um shopping center, andamos com as crianças um pouco, deixamos elas brincarem e correm um pouco, no supermercado compramos pao, saladas, presunto , queijo, agua, e frutas. Tivemos um ótimos picnic dentro do carro.:)  Os nosso filhos amam dias como esse, pra nos eh tão mais fácil fazer isso. Eu lembro quando tínhamos 2-3 filhos os 3 sentadinhos num restaurante esperando a comida, eh um pouco mais complicado com 6. Apesar deles serem muito bem comportados, eles são tão bem super curiosos, então vocês podem imaginar como eh a situação num restaurante. 

Bom, neste dia economizamos no mínimo 20 euros, comendo nosso sanduiche no carro e também ajudamos a nossa filha conquistar um dos seus sonhos: Comprar um câmera fotografia!

Veja algumas fotos tirada neste dia:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nao são fotos profissionais, a Amy foi a fotografa do dia. Agora tendo a sua própria câmera ela soh vai aprimorar. Abraco a todos.

A hora da refeição. A tradição de Familia.

Aqui em casa hora da refeição eh uma rotina que quase nunca muda, especialmente a hora do jantar. Eh como se fosse uma tradição da nossa família. “todos sentam juntos a mesa”. O café da manha eh a única refeição que as crianças geralmente comem antes da gente, pois a manha eh um horário meio complicado. No almoço geralmente sou eu com as crianças( as vezes o Dave vem pra casa e almoça conosco)  no jantar todos sentamos juntos.

Eu li um artigo bem interessante na revista Abril sobre a importância de sentarmos a mesa com nossos filhos , Leia:

“Comida, carinho e cultura são servidos juntos quando a família se reúne para fazer uma refeição. Esse hábito, porém, vem perdendo espaço para horários apertados de pais e mães que trabalham fora e filhos que se dividem entre a escola e outras atividades. Mas vale a pena fazer um esforço para mudar isso. Estudo da Escola de Pedagogia de Harvard, nos Estados Unidos, revelou que quem compartilha regularmente as refeições com a família come melhor e tem maior bem-estar físico e emocional. 

Crianças e adolescentes são favorecidos ainda no desenvolvimento social. Os pequenos ampliam o vocabulário e têm quase duas vezes mais chances de tirar boas notas. Quanto mais refeições junto dos pais, de acordo com pesquisa do Centro Nacional de Dependência e Abuso de Drogas da universidade de Columbia, mais os filhos se dão bem na escola e atrasam a iniciação sexual; e menos eles bebem, fumam, usam drogas, ficam deprimidos, brigam ou desenvolvem distúrbios alimentares (como a anorexia).

”Esses momentos de união são uma oportunidade rica de convívio e aprendizado. O encontro e a presença aumentam a afetividade entre pais, filhos e irmãos”, confirma o psicólogo Áderson Costa Júnior, do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UnB). ”Durante a refeição, quanto mais entendimento e atenção para ouvir, dialogar e demonstrar carinho, mais a criança será estimulada a estender essas atitudes para outras áreas da vida, como a escola e a relação com os amigos”, acredita a educadora Cris Poli, apresentadora do programa Supernanny Brasil, do SBT. “

Eh muito importante numa família termos tradições que nossos filhos levarão com eles quando não estiverem mais conosco. Esse mesmo artigo diz que a melhor hora de começar essas tradições eh quando a criança eh ainda bebe, pois essa pratica será uma coisa normal, mesmo na adolescência, o adolescente vai continuar querendo fazer parte desta hora tão especial para a família.

Devemos também lembrar que  fazer parte de ministério na igreja eh importante e gratificante, mas lembremos também que nossa família eh o nosso primeiro ministério dado por Deus,que triste ver pais e mães que deixam os filhos sozinhos em casa enquanto vão a igreja pra trabalhar pro Senhor, enquanto o maior trabalho que o Senhor nos deu esta dentro de casa ” A nossa família”. A hora da refeição eh uma ora onde a relação entre pais e filhos se desenvolve bastante e a amizade e amor crescem.

Em casa a nossa tradição eh: Nao comemos antes de agradecer ao nosso fornecedor(nosso Deus),geralmente na hora que oramos o prato já esta com a comida, e todos que sentem o desejo podem fazer uma oração curta. No café da manha como geralmente as crianças sentam pra comer enquanto eu arrumo as coisas na cozinha, a nossa filha mais velha Amy, lê uma oração de um livro de orações pra crianças, na realidade são poemas de gratidão ao nosso Senhor. Essa já virou uma tradição aqui também, toda manha quando o prato esta pronto uma das crianças diz: Amy pega o livro, vamos orar!

Aqui vai um videozinho que fiz outro dia pra vocês verem. Nesse video eles comem o famoso “Porridge Oats” (Aveia) aqui na Irlanda este eh um café da manha bem popular, os nossos filhos comem aveia pelo menos 3 vezes por semana.

Aqui também tem outro artigo que encontrei no blog  Mulher única, bem interessante :

Em um novo estudo publicado no periódico Social Policy Report, Barbara Fiese, pesquisadora da Universidade do Illinois, sugere que o incentivo às refeições em família deveria ser visto como algo positivo para a saúde.

“Há poucas coisas que os pais podem fazer pela família, que sejam tão positivas para a saúde, como disponibilizar 20 minutos diários, algumas vezes durante a semana, para juntar todos os membros da família ao redor da mesa para fazer uma refeição”, diz Fiese. Alguns benefícios indicados pela pesquisadora são o fato que, de acordo com as pesquisas realizadas pelo Family Resiliency Center, crianças que fazem as refeições acompanhados da família desenvolvem um maior vocabulário (pois têm a oportunidade de conversar com pessoas de outras idades e próximas), têm menos propensão à obesidade e transtornos alimentares, desenvolvem menos transtornos de comportamento e, em média, consomem mais frutas e vegetais que outras crianças. Além disso, os pais também poderiam ter mais controle sobre os horários das refeições e limitar atividades paralelas à alimentação.

“Outras pesquisas mostram que essa simultaneidade de atividades durante as refeições leva as pessoas, por diversos fatores, incluindo ansiedade, a consumir comidas ricas em açúcar e gordura ao invés de optar por comidas mais saudáveis.

Fazer refeições em conjunto com a família vai além de compartilhar comida. Pode ajudar as pessoas a relaxar, se comunicar e se conhecer melhor, diminuindo os conflitos”, diz a pesquisadora, que também pesquisa a importância das rotinas familiares para promoção do bem-estar.“As pessoas se esforçaram e aprenderam que usar cinto de segurança ou capacete é importante para a proteção. Por que não pensar nas refeições em família como uma forma de melhorar a saúde de todos os membros da casa?”, questiona Fiese.(Society for Research in Child Development)

Parte da vida

Fiquei um bom tempo sem escrever, sendo mãe de tantos pequeninos as vezes não eh tão fácil parar pra escrever, principalmente quando parece que tem tanta coisa acontecendo.

vou passar aqui alguns dos acontecimentos das ultimas semanas.

  1. Na época de pascoa bati o carro, fiquei bastante abalada foi a primeira vez que isso aconteceu comigo, e o pior de tudo eh que a culpa foi minha. Estou bem graças a Deus,ainda bem que o Dave estava comigo, então ele dirigiu depois do meu susto. A minha cunhada estava aqui passando uns dias com a gente, deixei os 4 mais velhos com ela e fomos fazer compra. Foi um susto, mas serviu como uma lição pra mim. A vida eh assim, 1 minuto pode mudar o sentido da sua vida, se eu estivesse dirigindo com mais velocidade eu e o Dave talvez não estaríamos aqui pra contar a estória. So de pensar nisso, vejo quanta misericórdia tem o Senhor pra conosco.
  2. Atropelei o nosso cachorrinho e ele morreu na hora, foi um experiência horrível. A Amy ama cães, a nossa cadela Milly teve 8 filhotinhos em janeiro, nos combinamos que ficaríamos com um pra nos, tínhamos escolhido um lindinho branco e preto, a Amy tinha o favorito dela que era o Blacky um dos filhotinhos que mais parecia com a milly todo preto mas como a Amy ja tem a Milly(mãe dos filhotinhos) decidimos que a Naomi deveria escolher o qual filhote ela queria ter,então o branco e preto foi escolhido e infelizmente ele desapareceu, então decidimos que o Blacky ficaria conosco. Ele era um ótimo cachorrinho, já tinha aprendido muitas coisas, o problemas eh que ele seguia muito o exemplo da mãe dele, e começou a correr atrás do nosso carro toda vez que nos saiamos. E foi numa dessas que o acidente aconteceu,foi tudo muito rápido. Ainda continuo triste sobre isso, mas já arrumamos outro filhotinho pois a Milly estava muito triste e agindo meio agressiva e depressiva, e as crianças também estavam super triste. O novo cachorrinho eh lindinho também, não tão bonzinho como o Blacky era ,mas esta fazendo companhia pra Milly e dando muita alegria pras crianças. Aprendi também com esta experiência, o Blacky confiava 100% na mãe dele e sem nenhuma precaução seguiu os exemplos dela, eu sou mãe de 6 pequeninos que todos os dias me observam,e vão seguir meu exemplo. Que tipo de exemplo eu sou???
  3. Eu estou com uma montanha de roupas pra lavar e passar, com a casa que precisa se uma organização. 
  4. Eu tive uma infecção no seio e tive que ficar de cama por uns dias. Gracas a Deus depois do repouso e da ajuda da Rachel(amamentando sem parar) consegui me livrar da infecção.

Tem mais coisas que não precisam ser mencionadas, mas essas são as mais chatinhas. Como vocês podem ver minha vida eh bem normal, um dia tudo esta bem outro dia nem tanto. Mas a vida eh assim neh.

Vou tentar escrever mais vezes. Tenho bastante novidades pra esse blog, acho que aqueles que lêem “Flechas na Mao” vão gostar.