A nossa primogenita!

 Meus filhos adoram ouvir histórias sobre mim e meu marido quando éramos crianças pequenas e também gostam de ouvir coisas que eles fizeram quando eram mais jovens … como 2 meses atrás. Então pensei em escrever algo que eles também poderiam ler e apreciar um dia.
Todos os dias eu recebo perguntas diferentes : Como eu entrei e sai da sua barriga? EU chorava muito? coisas assim. Eu estarei escrevendo sobre minhas gravidez e um pouco sobre cada um dos meus filhos.
Quando nos casamos tínhamos falado sobre ter filhos, mas não esperávamos tê-los tão rapidamente como aconteceu. 3 meses depois do nosso casamento eu fiquei grávida, nós ficamos muito contentes e com medo ao mesmo tempo. Nós não sabiamos onde isso nos levaria, nós amamos o fato de que iríamos ser pais, mas nos não estávamos cientes sobre os desafios e lutas e também a alegria que vêm quando temos filhos. Tudo faz parte do presente. 🙂
Minha primeira gravidez foi uma das mais difíceis, eu sabia que as mulheres grávidas tinham  asia e vômitos de manhã, mas para mim era como se eu estivesse vomitando o tempo todo. O dia que eu fiz o teste de gravidez foi o dia que  senti pela primeira vez a ânsia, e durou até 18 semanas de gravidez, eu estava trabalhando o tempo todo sentada o dia inteiro atendendo chamadas telefónicas, isso realmente não foi nada divertido, mas eu estava tão feliz por estar grávida.
Acredito que a primeira gravidez eh muito especial, na realidade penso que tudo que eh primeiro eh especial, pois eh novo, diferente, inexperiente… A minha primeira gravidez foi assim, tudo que eu sabia vinha de livros e de outras pessoas falar.Nós não sabíamos o sexo do bebê, então foi uma grande surpresa.Fiquei internada algumas vezes durante a gravidez por suspeita de coágulos de sangue e eles me deram injeções na  barriga, até hoje eu não sei por que eles injetaram foi uma sensação horrível.
A data do bebe nascer era 24 de dezembro de 2004 e eu estava esperando  um parto natural e perfeito, sem dor.:-) Eu estava ciente que talvez precisaria a analgésicos, mas suponho que como qualquer outra mulher eu conhecia, eu queria o parto  mais natural e mais rápido possível, eu li bastante  sobre o que poderia dar errado se eu tivesse uma epidural ou uma cesariana. Então  no 21 de dezembro  minhas dores começaram, pelo menos, o que “eu pensei que era a dor” Nós ainda não dirigíamos, então Dave chamou a ambulância e fomos levados para o hospital, a parteira me disse que eu estava 1 e 1 / 2 centímetros dilatada e se eu quisesse eu poderia ficar. O hospital estava em silêncio vazio por causa do Natal. Claro que eu não iria voltar para casa, eu tinha lido tantas histórias,  e se no meu caminho de volta pra casa o meu trabalho de parto progredisse rapidamente … nunca se sabe.. o meu lado humano e talvez um pouco irracional  foi muito forte durante essa dor. Então ficamos e é claro que eu estava errada sobre meu trabalho de parto progredindo rápido, eu fiquei com a mesma dor durante 2 dias, sem progressão. A parteira responsável era muito boa em incentivar-me a andar, o que eu pensei então que era um conselho bobo, porque a dor aumentou, hoje eu sei que é bom  andar pois progredi o trabalho de parto.

Na noite 23 eu não aguentava mais e eles finalmente disseram-me que eu estava 4 centímetros dilatada e que eu poderia tomar a epidural se eu quisesse,  eu estava tão cansado, sem dormir por tanto tempo, eu tinha tentado banhos, analgésicos  que ajudou,mas não por muito tempo , agora a epidural foi para mim uma coisa boa, eu não aguentava mais de dor (hoje eu sei que sou muito mais forte, mas naquela hora eu disse que eu ia morrer, eu era muito irracional e exagerada) eu nunca tinha tido uma dor assim antes, era o meu primeiro parto. Dave estava comigo o tempo todo, ele orou por mim e enviou mensagens pra igreja estar orando também.

Depois que aepidural foi aplicada eu adormeci, e realmente não lembro de tudo o que aconteceu durante a noite, pela manha os médicos  ficaram entrando e saindo e me deram a notícia, cesariana de emergência foi organizada pois o trabalho de parto não estava progredindo, durante toda a noite nada aconteceu e batida cardíaca do bebê era fraca. Eu não estava esperando isso, mas naquela hora tudo que eu queria era ter o bebê  fora da minha barriga o mais rápido possível.

Quando fomos levados  para a sala de cirurgia, tive que tomar uma anestesia geral pois o epidural já havia esgotado. Isso foi por volta das 9 da manhã. Depois disso  eu só lembro de ter chorado quando eles para me mostraram o meu bebê, eu não estava acordada quando eles nos disseram: É uma menina! uma grande menina 4 kg.

Dave ficou com ela por 5 horas, enquanto eu estava me recuperando , quando me trouxeram para o meu quarto, lá estava a minha menina chorando por comida e um pai orgulhoso segurando seu bebê precioso.Que bênção! Nós a chamamos Amy Jane, nascida 24/12/2004 véspera de Natal.

Durante a gravidez, eu lembro de ter pensado que eu não poderia ter mais,  parecia tão difícil, mas uma vez eu vi aquele rostinho suave, aquelas mãozinhas e pezinhos , meus pensamentos foi para o meu pai no céu, Ele me deu este dom precioso ea força para carregá-la por todas as 40 semanas, não foi fácil, mas Ele nos disse na Bíblia que não ia ser fácil, mas Ele prometeu que estaria lá para  nos ajudar, e Ele estava mesmo! e tem estado e tem ajudado.

Amy eh muito doce,amável, ama uma conversa. hoje ela tem 7 anos. A nossa grande ajudante, Sou grata ao Senhor por ter me dado a oportunidade de ser sua mãe. Ela nos ensina muito sobre a vida cristã e nos dá muitas chances para praticar nossas habilidades parentais. Personalidade forte, porém gentil e amável.

Nós somos muito abençoados! Logo escreverei mais sobre os meus outros 5 partos, e como com muita oração, ate hoje não tive mais que fazer cesariana, a cada filho que passa tem sido melhor.

Eu te amo minha filha.

Amy e seu querido irmão Judah

Amy ama animais especialmente cachorros

Amy e sua melhor amiga: Sua irmã Naomi

                                                                            O melhor pai do mundo( de acordo com a Amy)

 

Aniversario da Amy, véspera de natal com a mamae

Amy eh uma irmazona, me ajuda muito com os bebes.

Tem 3 coisas que a Amy ama fazer :         

Cantar,ler e dançar.

Amy lendo um poema muito bonito.

Amy Cantando!

Amy nos te amamos! Voce eh uma benção na nossa família, somos gratos ao Senhor por te-la conosco.

PS/ Desculpe pelos erros, ate eu passar pra alguem corrigir demoraria muito, dai perco a vontade de escrever. Espero que consigam entender.

Anúncios

Um pensamento sobre “A nossa primogenita!

  1. Pingback: O meu segundo parto | Heranças do Senhor são os filhos...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s